22 dezembro 2006

Quase


Estar a viver as vésperas do Natal como um pressentimento.

De tentar isolar-me dos lugares comuns dos embrulhos e dos meus inevitáveis e desconfortáveis mails colectivos. Pensar nas músicas que iremos cantar dia 25, nos telefonemas que deverei fazer e encontrar o tempo para poder estar nas comemorações marcadas.

Mudam os lugares de Natal na minha vida, com outros olhares à minha volta e outras cidades. Mas o mecanismo das ruas de sacos de compras é universal. É certo que vou ter um Natal muito bonito, e farei por isso.

Esta tarde, enquanto fazia de guia turístico nos quartos de Sto Inácio aqui no Colégio, a única pessoa que apareceu durante a tarde, numa conversa bem engraçada, perguntava-me o que diria Sto Inácio se visse as transformações do espaço que envolve a simplicidade dos locais onde viveu. Pois... não sei... acho que não ficaria chateado, mas diria um desinstalador: porquê?... ou mais... para quê?

E olho agora para o meu programa das festas de Natal, muito bonito. E porquê?...Para quê? O mundo gira de um modo diferente porque nasceu um Menino. Mas até este girar diferente é o mesmo de sempre, ou pode vir a ser.

Talvez a novidade não esteja tanto nos programas, que servem de abraço ao Mistério. Voltar a ouvir o primeiro choro de Jesus, o mais original, a primeira voz humana de Deus. Pressinto este Mistério...

4 comentários:

Anónimo disse...

é bom ver como esse menino continua vivo e a renascer.
confira o meu post no saborearavida.blogspot.com - c o tema semelhanete - e como é bom ver o natal sobre outros prismas.

beijinho
feliz natal
e boa sorte c o programa de festas de natal

Anónimo disse...

António,

Li o seu post, e imaginei como seria o quarto de Sto Inácio, seria simples, discreto e arrumado? é um santo pelo qual tenho grand e admiração. Estou neste momento a ler um livro sobre a vida dele.

Relativamente ao nascer do Menino, gostei muito do que escreveu, e senti-me envolvida pelas suas palavras.

Um Santo Natal é o que lhe desejo.

Um grande beijinho em Cristo

rita disse...

valerio querido, um santo natal para ti. um beijo enorme

An@ disse...

Gostei da pergunta "apetitosa", a fazer salivar o pensamento por pensar qual poderia ser a resposta mas com a certeza de nunca encontrar a correcta :) a simplicidade seria a sua base, de certo :)

*

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates