07 outubro 2008

É estranho



É estranho que nos movamos simplesmente ao som de uma música que acontece sem esperar. A grande riqueza do quotidiano é a capacidade que tem de esconder mundos que irrompem inesperadamente e nos trazem cores e sons de surpresas.

Uma mudança de luz durante o dia, enquanto se caminha distraído, traz de repente com o vento um som vindo do fundo e de dentro que afirma sem espaço para dúvidas a certeza de sermos amados.

Não há nada que nos possa construir mais do que a indescritível experiência de alguém acreditar em nós acima de toda a razoabilidade. E isso porque há no fundo de nós algo que merece ser amado por aquilo que é, só porque grita, respira, ri, erra, existe.

2 comentários:

Anónimo disse...

"Não há nada que nos possa construir mais do que a indescritível experiência de alguém acreditar em nós acima de toda a razoabilidade."

E é tão difícil... Acho que esta frase reflecte tudo aquilo de que sinto falta, neste momento. Mas até que ponto sou capaz de acreditar nos outros acima de toda a razoabilidade? Até que ponto sou mesmo capaz de amar?

Obrigado Valério,
Maria

Antonio Valerio, sj disse...

Olá Maria e obrigado! Há um experiência que nasce daquilo que digo aqui. O ser amado por Deus, cada vez mais me ultrapassa. simplesmente não é razoável que Ele aja sempre assim. Se nós temos a Sua imagem, acredito que possamos fazer algo disto. O confiar também depende da outra pessoa, exige respeito,prudência, tantas vezes paciência... mas a palavra mais perto de ser capaz de amar desta maneira é perdão. nisso se revela como somos parecidos com Deus. Podemos dar passos, e devemos, mas a nossa abertura às vezes não é correspondida. Tentamos não nos fechar! Esperar... beijinho grande!

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates