02 outubro 2008

Ao início



Um tempo de recomeçar actividades é um exercício de confirmação e originalidade. É sempre uma altura de querer fazer coisas que ficaram por fazer, e ganhar espaço por dentro para começar outras. Joga-se muito do nosso futuro recente na capacidade que temos de agarrar a vida com as mãos e pode-la moldar de forma bonita.

Sinto um chamamento grande à Beleza e ao compromisso. Mais do que noutras alturas. Como se o coração estivesse cansado de fazer as coisas porque sim e resolvesse puxar por ele mesmo para ser concreto nos sonhos.

As mãos são um dom enorme. Transformam a matéria em símbolos espirituais, que trazem eternidade ao corpo e palavras benditas aos gestos. Se fosse esta sempre a atitude deste ano, as coisas complexas ficam marcadas por uma simplicidade muito linear: apenas ser e fazer por ser mais.

4 comentários:

MARta disse...

Ena! Que Alegria voltar aqui e já ter de novo tanto para ler!
fico sempre a admirar o exemplo de constância!

um beijinho António!Bom Regresso!

Carolina disse...

É msm bom regressar contigo neste espaço que tanto transmite e ensina... Sábias palavras de sempre! :) Um beijinho msm grande... Um bom "inicio" para ti, ou melhor, para nós.

Rui Pedro disse...

É isso: não é por acaso que a lei se resume aos 10 mandamentos dos 10 dedos das mãos. E ésse tempo que somos chamados, com beleza, a transformar em kairós.
Um abraço. Continuarei a frequentar o teu espaço.

Rosa disse...

Olá António.
Bem-vindo, é bom ver que está de regresso.
Estava já com saudades de ler os seus posts.
Que pela acção das mãos e do coração, seja este recomeçar de actividades um tempo propicio há realização de "coisas" concretas.

Abraços.

R.I.

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates