19 novembro 2007

Serenidade


É importante não deixar perder a cor fundamental. O pano de fundo da Vida, onde cada dia desenho o que acontece e trabalho com os sentimentos.
Um dia de sol e frio traz oportunidade de estar sentado a enriquecer a imaginação. Trazendo pedaços do passado e transformá-los em desejos presentes.

A serenidade não se assusta com o que acontece, mesmo que doa. Os desafios do dia a dia às vezes são extremamente bloqueadores. E custa pensar que a Vida não é só esta cor. De repente, mergulham-se todos os pincéis na mesma cor escura.

E é nesta altura que nasce o desejo de trazer cores novas e misturar o que acontece com aquilo que há-de vir. E o quadro é tão mais completo....

4 comentários:

possivelmente disse...

obrigado por nos lembrares a cor fundamental.

Também gosto muito do Sol do Outono.
http://blogmente.blogspot.com/

Anónimo disse...

e mais luminoso

Teresa disse...

Deixas-me luminosa por dentro...
Apetece-me levar este teu poema e lê-lo como Oração da manhã no nosso Colégio. Posso?
Um abraço d Outono
Te

Antonio Valerio, sj disse...

=) obrigado pela tua luz Te! sim, claro que podes levar estas cores ao nosso Colégio! Beijinho de luz de Outono*

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates