09 outubro 2007

Estar e desejar


Falando hoje com um jesuíta sobre o meu percurso da teologia, a nível pessoal e dos estudos, fui surpreendido a meio com uma pergunta:

- Onde é que estás?

E dei por mim a responder com um desejo, de como gostaria que a teologia para mim fosse algo novo e pessoal, capaz de descer ao concreto e trazer respostas simples, mas profundas. Não sei se teria dado a melhor resposta. Pelo menos foi a mais autêntica.

É que, há alturas na vida em que o nosso estar corresponde a um desejar. Vive-se num movimento em direcção a um futuro e à realização do melhor de nós mesmos. Às vezes é preciso passar por uma fase de não estar contente com as coisas boas que já estão adquiridas. Há uma altura em que já se começam a gastar e o seu brilho originário começa a ficar opaco, com o uso e abuso que fazemos delas.

Estas fases têm tanto de sonho como de desafio. Puxam por nós. E isso é uma experiência de querer crescer, ser sempre maior.

3 comentários:

Anónimo disse...

Just to say that I don't forget to visit you :-).
Thank you once again for your thoughts. G.

Tchivinguiro: onde nasci. disse...

E isso é construír e desvendar CAMINHO.
Tudo porque «Só DEUS TE BASTA».

Beijinho.

Di disse...

É mesmo importante queremos sempre ser melhores. Não estagnar, mesmo quando já gostamos de como somos. É uma grande humildade sabermos que podemos ser sempre melhores do que somos.

Beijinhos coloridos***

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates