21 fevereiro 2007

Quaresma


Haverá espaço na fé para a tristeza? Contudo, pensamos muitas vezes no roxo quando se faz quaresma.

Um tempo de preparação para conseguir um objectivo, exige algo de nós próprios. As metas requerem esforços, às vezes dificuldades que gostaríamos de não ter de passar por elas. Mas isso está muito longe de significar estar triste.

Um trabalho para conseguir algo bonito vale muito mais pelo que se consegue, do que pelo que se faz para o conseguir. Mas o que é bonito na preparação não é apenas o objectivo final, mas a riqueza da superação de nós mesmos, na capacidade de nos maravilharmos com o que já fizemos nos pequenos momentos.

A Quaresma faz sentido em si mesma, só pelo desejo de estar preparados. Preparados para contemplar a Vida Ressuscitada que já está em nós. É tão importante ter, por isso, um coração aberto e transformado, perdoado e conseguido, para poder receber de modo mais pleno aquilo que somos desde a nossa primeira origem e última meta.

1 comentários:

Diliana disse...

Tinha alguma dificuldade em esplicar esta questão...
Bigada pela ajuda!

beijinhos coloridos***

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates