07 fevereiro 2007

Força da Vida


Haverá instrumentos para poder viver bem com os cansaços e desânimos? Temos todos dias mais cinzentos, a nossa condição de sermos por vezes pequeninos leva-nos a ficar parados perante encruzilhadas que nos questionam de como podemos seguir sempre o caminho certo.

Viver a história das consolações é muito próprio de quem é atento aos movimentos do Espírito. Isso requer tempos de escuta, cada dia, várias vezes ao dia. E isso é também exigente, porque nos faz ficar diante da pergunta do que é realmente Essencial na Vida.

Na homilia de hoje da Missa, o padre que celebrou, citando Aristóteles, disse que "somos responsáveis pela qualidade das nossas escolhas". O desânimo, acredito cada vez mais que nasce da falta de cuidado com o que temos de mais precioso.

Para quem tem o dom de viver para encontrar algo Absoluto, as pequenas escolhas tornam-se motivos de superação. E vive-se numa por vezes incapaz tentativa de gritar com a força da Vida. Se uma pequena escolha fosse a Escuta, a Vida estaria muito mais presente.

3 comentários:

Discípulos disse...

Amigo Valério:

Partilhar sentimentos tão profundos é por vezes a grande riqueza de mostrarmos como Deus nos Ama para crescermos na aridez e renascermos no espírito na solidão da alma.

Crescer nesta solidão é dizermos muitas vezes: Pai se for possível afasta de mim este cálice mas que não se faça a minha mas a Tua vontade. Dito com o coração somos tão felizes que até a dor passa a ser um tesouro.

Por isso partimos do Egipto em direcção à Terra Prometida e vamos lá chegar porque o Amor trinitário tudo renova em Seu Filho Jesus que é o Cristo e nós pedaços desse Amor.

Sempre rezaremos por si e Irmã Margarida. Que esse Amor brilhe sempre nos vossos olhos, mãos, boca e fundamentalmente no Coração para que nestes momentos possam sentir e testemunhar: Eis os servos do Senhor fazei em nós segundo a Vossa Palavra...

Um abraço e orações dos sempre amigos em Jesus e Maria.

Danilo disse...

O cansaço, o desânimo, me parecem consequência de uma vida sem a Graça. Muito obrigado pelo belo texto. Republiquei no meu blog, com alguns comentários, pois trata-se de um tema muito importante para as famílias católicas.

J disse...

Antonio,

O cansaço, o desanimo, a frustação fazem parte da vida, nesses dias rezo mais intensamente, para como diz o P.Vasco Pinto Magalhães " tirar partido das coisas menos boas ".

Um grande beijinho em Cristo

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates