09 fevereiro 2007

Por fim


Não há nada mais cativante que um coração cheio. Conhecer pessoas com um coração completamente entregue, que não são capazes de ser donas de si mesmas.

É um Mistério do encontro entre o Vazio de Si e o Cheio para os Outros e para Deus. E como um Vazio preenchido de tudo o que não é o Próprio é que traz a alegria mais realizada. Vê-se nos olhos...

Os limites das preocupações legítimas são o que tira espaço àquilo que é o mais essencial num coração que quer só ser entregue. E o que me faz pensar é que todos, mesmo aqueles que têm o coração vazio de Si e cheio de Deus, têm preocupações.

Num coração cheio de Deus não se regateiam espaços, porque é fonte de paz e luz para todos, inclusive e, se calhar, sobretudo, para o próprio. O segredo é uma natural capacidade de fazer nascer do que se é, não de tirar o melhor que se tem.

4 comentários:

mary* disse...

oi antónio!
FINALMENTE tenho a oportunidade de te escrever.
gostei muito do teu texto: as expressoes "Vazio de si próprio e Cheio para os outros" faz me lembrar Thomas Merton, um famoso monge trapista, falecido... que dizia quando estamos com Deus encontramos o vazio - que pode ser assustador - mas que é sabiamente preenchido pela presença de Deus.

Espero um dia estar completamente vazia de mim e cheia para os outros - só assim o ser humano pode ser muito muito feliz!

Creio q são bem poucos... mas com certeza já existiram e existem pessoas que já se "desnudaram" de suas preocupações. totalmente.

um abraço -

J disse...

António,

rezo para me esvaziar e deixar me encher por Ele.

Um grande beijinho em Cristo

An@ disse...

"O segredo é uma natural capacidade de fazer nascer do que se é, não de tirar o melhor que se tem."

Faz algum tempo que não parava por aqui... confesso que senti falta mas o raio do Tempo teima em fazer-me tropeçar enquanto tento correr contra ele.

Ó Tó, este post... veio na melhor altura de sempre! Passei-lhe os olhos mas sei que, quando tiver mais calma nos meus dias e quando o estudo não em assaltar a mente, vou passar aqui, e ver um a um dos post que "deixei para trás"... mas tenho a certeza que irei parar neste! Ler e reler... tudo porque "sem querer" disseste-me muito do me me querem dizer e me têm dito... talvez muito daquilo que ainda não entendi com tanta clareza ou não me dispus a "agir" perante tudo...

resta-me um "obrigada" e um "tenho saudades" do teu ombro que aqui encontro... em breve, muito em breve voltarei a encostar a minha cabeça neste ombro e acalmar os ventos e marés que costumam arrefecer-me!!

*obrigada e um ENORME BEIJO*

estou "calada" mas não estás nunca esquecido :)

menina das estrelas disse...

"os limites das procupações legitimas"...adorei a expressão, faz-me pensar na real legitimidade de tudo o que nos "pré ocupa" e ainda mais de tudo o que nos "pré- ocupa" demais...

vou rezar isto hoje...porque o que me dizes e escreves me faz rezar, como sempre fez*

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates