17 fevereiro 2007

Onde estás?


Ser capaz de encontrar o meu lugar próprio. O que é capaz de beber a partir das suas origens, capaz de ser criativo na força maior das possibilidades.

Todas as encruzilhadas da Vida nos põem diante dos dilemas mais ou menos existenciais que nos pedem respostas mais ou menos urgentes. E vamo-nos dispersando em acorrer a tudo o que nos é solicitado. Porque temos que cumprir a nossa missão com os pés bem assentes na terra.

Mas ter os pés na terra não significa confundir a alma com o ar que respiramos. Se podemos ser diferentes e sinal de qualquer coisa de grande, devemos dar o testemunho de querermos ter, e sabermos ter, o nosso lugar mais certo.

De todas as dúvidas, a que mais incomoda é a de saber onde estou verdadeiramente... Não é fácil descobrir o terreno que pisam os meus pés, é maravilhoso de mais para me dar conta de que pode não ser suficiente. Em todos os lugares por onde passo, fazer um Mesmo Caminho que apenas converge para algo de Único.

Onde estou?

2 comentários:

amirole disse...

"Ser capaz de encontrar o meu lugar pròprio ... cumprir a nossa missao com os pés bem assentes no chao". nao hà missao que nao seja contextualizada, apropriada e assente. sao duas dimensoes inseparaveis: o lugar e a missao. isso è que é assumir a existencia humana. auguri!!

J disse...

António,

Tantas vezes dou por mim a pensar nessa questão, onde estou? para onde vou? onde quero estar?

Não sei qual será o meu caminho, mas sei que O quero ao meu lado em todo o seu percurso.

Um grande beijinho em Cristo

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates