03 novembro 2009

Disposições



Os nossos pontos de partida em relação ao futuro têm para trás histórias longas, por vezes pouco conhecidas por nós mesmos. Daí que seja fácil que sintamos medo ou confiança diante de um desafio, dependendo de como fomos capazes de ler o que foi acontecendo.

As nossas disposições abrem-nos ou fecham-nos a determinadas opções de acordo com o modo como lidamos com a nossa história. Daí podem nascer preconceitos ou falsas seguranças que não nos deixam confiar. Noutras alturas, um caminho feito bastante às claras ajuda-nos a encarar o futuro com outra consciência, muito mais realizada e feliz.

Um horizonte é um reflexo do nosso olhar, é tão grande como o quisermos contemplar. Ao ficar fechados, perdemos oportunidades de ir mais longe, tanto quanto nem possamos imaginar. Ficamos maiores. Iluminar sem medo a própria Vida é um meio de caminhar luminosamente no futuro. É um desafio, pode ser exigente, mas é muito autêntico.


5 comentários:

concha disse...

Boa noite!
Penso que é importante autoconhecermo-nos e aceitarmo-nos como somos,sabendo que não seremos únicos nas limitações.Por outro lado também penso que é muito importante abrirmo-nos à vida com todos os desafios que ela nos apresenta diáriamente.Não sei se percebi bem o sentido deste post, mas foi isto em que me fez pensar.
Um abraço

Nova Civilização disse...

"...Iluminar sem medo a própria Vida é um meio de caminhar luminosamente no futuro..."

Com certeza ! quando estamos livres, despidos dos nossos traumas e preconceitos conseguimos avançar. Nada nos prende. Nos valorizamos cada vez mais e acertar o alvo sempre é possível. O alvo em querer sempre buscar o melhor para si e ao próximo.Manter a mente iluminada é o essencial. Retirar entulhos e a sombra do passado que nos pertuba, sempre é preciso. Temos um grande Mestre , Cristo, que em todos os momentos nos ensina a valorizar o dom da vida em cada detalhe. Detalhes de simplicidade que nos elevam. Se soubessemos aproveitar pelo menos 30% dessas capacidade viveriamos muito mais felizes!!!!

Abraços,

Obrigada pela partilha,

Gisele.

António Valério,sj disse...

Bom dia! Obrigado pelos comentários! Concha, tem razão, às vezes não sou muito claro no modo de escrever :P Era também isso que queria dizer, que é importante estar abertos ao que a Vida nos vai pedindo, mas também dizia que o termos consciência da nossa história nos ajuda a perceber porque temos coragem para umas coisas e preconceitos ou medos em relação a outras. Conhecermo-nos dá-nos uma maior liberdade e coragem.

Gisele, estou de acordo, com Jesus aprendemos a olhar com simplicidade para a vida e a dar às coisas a importância que tem. Normalmente, um preconceito resulta de uma importância excessiva a qualquer coisa e isso não nos faz muito bem. Obrigado!

Clara Margaça disse...

Estas palavras fizeram-me lembrar a música que diz:

'Amar como Jesus amou,
Sonhar como Jesus sonhou
Pensar como Jesus pensou,
Viver como Jesus viveu.

Sentir o que Jesus sentia,
Sorrir como Jesus sorria...'

Realmente, só assim seremos felizes; imitando-O em cada gesto e palavra, na simplicidade de um sorriso, que é Amor.

Um beijo,
Clara

concha disse...

Obrigada pelo comentário.
Eu acrescentaria ainda que conhecermo-nos dá tranquilidade, porque tudo que se relacione connosco passa a ter uma justificação e provávelmente o mesmo sucederá em relação aos outros e então surgirá em cada situação que se nos depare, tolerância e compreensão.
Quanto à clareza do texto..rs...ou serei eu que sou limitada na compreensão?
Um abraço

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates