30 janeiro 2009

Presença e ausência


Somos constantemente confrontados com perguntas: isto será bom? o que significa? porque aconteceu? E tantas outras... Fazer perguntas é andar além do mundo que nos rodeia. Desde pequenos, que nos recordamos que os nossos pais tinham que responder a tantas perguntas feitas por nós. Quem pergunta quer saber o que se esconde para além do já conhecido, é uma espécie de aventura no mundo da ausência.

E, pouco a pouco, aquilo que nos rodeia toma forma, faz parte de nós e da nossa história. Um dia seremos nós a responder àquilo que um dia perguntamos. A ausência fez-se uma presença na nossa Vida e, por isso, podemos comunicá-la.

Há, porém as perguntas que nunca gostaríamos de um dia vir a fazer, as que têm a ver com o porquê dos nossos limites, e a experiência da nossa fragilidade. A ausência é ainda maior e é difícil encontrar presença e consolação em zonas escuras de nós. Talvez haja um caminho possível, procurarmos ser nós a habitar esta ausência, e deixá-la falar.

Talvez aí a dor possa falar de paciência e compreensão, a mágoa possa falar de perdão e o limite possa falar de esperança e realização além de todas as surpresas.

9 comentários:

Mithrain disse...

Ola! Hoje escrevo-te para dizer que vou a Roma nas ferias da Pascoa! Tens contacto com o Antonio Santana? Pois e ele que nos vais guiar enquanto la estivermos! Bjo

Antonio Valerio, sj disse...

OLá mariana! Sim, estou na mesma comunidade do Antonio =) Então vamos ver-nos por aqui, que bom! Beijinho e bom fim de semana!

Carl@ Mesquita disse...

Bom Dia Valério!
Sem dúvida, há ausência... mas que realiza um encontro privilegiado de presença.
E a natureza ou "essência" do homem é existir, caminhando... de surpresa a esperança... de ausência a presença, de exterior a interior.

Obrigada pela entrada no "clube" dos seguidores:) A tua presença é sempre um eterno privilégio:D

Bjnhosss!!

P.S: Um Bom Fim-de-Semana!
P.S.2: Ahh! Tenho saudades de Roma (não só eu, o Helder tb está sempre de dizer isso:)... dos amigos, dos momentos... enfim, da cidade eterna=)
P.S.3: Xi-Abraço!!

Antonio Valerio, sj disse...

Olá! Mais do que existir, a essencia do homem é tambem in-sistir, viver as coisas dentro e desde dentro,comprometido. Ao insistir, é porque tem esperança! E também tenho esperança que possas matar saudades de Roma e vir cá com o Helder =) Bom fim de semana e beijinho*

Te disse...

Esta semana em particular, senti(mos) a tua falta... Um abraço de saudades. Te

ailedazav disse...

Gostei... tudo Aki... me completa... me dá resposta ao meu Eu, quando me pergunto: "Quem sou???"... "Porque sou EU???

Volto...

Bom final de semana!!!

@uror@ disse...

Bom post para reflexão nos tempos que correm...
Compreensão e paciência são escassas,parece-me que apenas Um continua a escutar a nossas angústias e fragilidades" Orai sem cessar".

An@ disse...

:)
um dia as coisas vão fazendo sentido... nem sempre conseguimos esperar por elas mas... a ausência dá lugar À presença se a conseguirmos esperar e ver :) tarefa bem bem difícil!!!
É a tal coisa, no momento do lava pés em que Jesus fala a Simão Pedro, "não o entendes por agora hás-de sabê-lo mais tarde"

*

splendid disse...

banwangqiang
haodanqiang
yanyuedao
zhenglongjian
longqiqiang

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates