23 janeiro 2009

Aprender


Uma das muitas coisas que me fascina nas crianças é a sua vontade de aprender. Por detrás desta vontade está a descoberta de um mundo enorme, que ainda não se conhece. Tudo é novidade! Entretanto, com o passar do tempo, as nossas paisagens repetem-se, mesmo que seja passear por outros lugares. No fundo, pode ser um fugir à rotina, sem, no fundo, acrescentar nada novo ao que se conhece.

Chega também uma determinada altura na nossa vida em que começamos a perguntar-nos acerca do que conhecemos e o modo como o mundo à nossa volta se encostou aos nossos hábitos ou continua a ser fonte de interpelação. A reflexão sobre o que nos acontece ajuda-nos a ver com outra claridade o modo como olhamos a Vida. Mas isso não é suficiente.

Não é suficiente pensar que eu sou suficiente, que o que sei basta para assegurar uma vida calma sem grandes sobressaltos. Creio que aqui podemos ficar a meio caminho, pessoas envelhecidas e que sabem muito, mas que não têm a vontade da surpresa, a verdadeira sabedoria das crianças.

3 comentários:

Rosa disse...

Olá António
Obrigado pelos textos.
Obrigado por nos "obrigar a pensar, a reflectir.
Creio que nunca conheceremos o bastante.
Nunca aprenderemos o suficiente, que nos deixe ficar parados "a meio caminho".
Imitemos a sabedoria das crianças.
Teremos um livro sempre novo, a novidade sempre há espera de ser encontrada...

António, tenha um bom fim de semana
Abraços

Antonio Valerio, sj disse...

Obrigado eu, Rosa, pelas visitas e comentarios... =) Sim, também acho que nunca conhecemos o suficiente, e se calhar, quanto mais conhecemos, mais nos damos conta que o essencial não são raciocínios, mas sim as relações e a alegria do facto de estarmos vivos. Bom fim de semana! abraço

superior disse...

benchi600
kadilake40
lizhix3.blogsome
meizhouhu400
chitu521

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates