14 março 2007

Deus Terrível


Estive há pouco a falar com um companheiro sobre a linguagem utilizada na Liturgia das nossas missas, que tem termos e coisas muito difíceis de perceber e, por isso, não ajudam a viver o mistério de Amor que é a celebração da Missa. E é um facto que, muitas vezes, não ajuda, porque se ouvem coisas que doem nos nossos ouvidos.

Uma das que mais chama a atenção é a expressão: "Deus Terrível". Como falar a Deus que é Amor e Bondade, chamando-o Terrível? Podia perder-se imenso tempo em explicar o que este termo pode significar a nível da Bíblia, e que até seria melhor não a usar, mas fico-me por uma coisa que fiquei a pensar.

Seria fácil substituir "Deus Terrível" por "Deus Grande". É mais carinhoso =). Mas quando Jesus diz: "ama o teu inimigo, a ponto de dar a Vida por ele", não estou diante de um Jesus enfeitado com cores bonitas. Se levar isto a sério, estou diante de um verdadeiro Deus Terrível, que abala o meu mais profundo sentido de auto-suficiência.

Ser Cristão é exigente, mas tenho a experiência que quando consigo viver tudo no Amor mais completo, também consigo rezar a este "Deus Terrível". Mais, até acho que pode ser uma necessidade.

4 comentários:

Anónimo disse...

Deus terrível? Eu vejo como um Deus justo. Deus que faz justiça por amor de seus filhos! Tudo o que ele faz é por amor. Os nossos olhos é que não conseguem ver esse Deus de amor em coisas que nos parecem terríveis na Bíblia!

Conheci-o nuns exercícios espirituais.. espero que continue a fazer o bom trabalho que vejo que está a realizar!

Andrea

Gigi disse...

Deus é terrivel, porque Ele é justo e se necessario for, até detruir o seu povo ele destruirá como fez com os q estavam com Moisés na marcha pro Egito porque ele rejeitram o seu amor, e andaram após outros deuses, e murmuram contra o Senhor q os livrou com grande poder abrindo as aguas do mar vermelho.
Minha recomendação para você é que leia mais a bíblia, porque Deus ama seus filhos as de maneira nenhuma os mima, e acoberta seus erros.

Antonio Valerio, sj disse...

Olá Gigi! Vejo que anda a ver o arquivo dos meus escritos antigos.

Mas não concordo consigo, os exemplos que dá e que falam de Deus Terrível desse modo é uma leitura parcial da Bíblia que não dá conta do mistério de Deus que acompanha o seu Povo, mesmo correndo o risco de não ser amado como Ele ama.
Ler a Bíblia é ter a ideia que a história de Deus connosco não é castigo nem destruição. Quando nos afastamos d'Ele, e não fazemos o bem, acabamos por nos castigar a nós mesmos e, olhando a nossa verdade,percebemos que só o Amor nos salva, não a punição.

Se não, como podemos falar do perdão sem limites de Deus, da morte e ressurreição de Jesus, do facto que Deus confia e acredita em nós? Quem ama não destrói, nem acoberta erros, porque quem ama é verdadeiro.

Obrigado e a paz.

Anónimo disse...

Não vejo como um erro chamar ;Deus de terrível ele é um Deus de amor mas também de Justiça . outra observação importante é em Deuteronômio Cap. 10 Vers.17 Pois o SENHOR vosso Deus é o Deus dos deuses, e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e |terrível|, que não faz acepção de pessoas, nem aceita recompensas;
Deuteronômio 10:17

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates