18 setembro 2006

De partida

Dentro de dois dias vou fazer Exercícios Espirituais. Oito dias só, de silêncio, para estar com Jesus.

Entro no meu quarto, percorro memórias de locais interiores, imagens de luz e sombras que se confundem no Mistério da Vida, que mostram como é longo o caminho até ao Essencial, mas como a Presença se vai manifestando em momentos pontuais de risos e lágrimas, de um coração a bater à velocidade do som, ou parado em falsas nostalgias.

Olho as paredes, apetece-me arrancar fotografias e quadros, tirar as preocupações desocupadas de cima da mesa, apagar apontamentos, despejar gavetas cheias de segredos.

E ficar num espaço vazio, um tapete, joelhos no chão e olhos na única Cruz, aquela que verdadeiramente fala que a Vida só é assim se for dada, numa generosa e inconcebível entrega.
Levar o coração cheio de nada, e mãos a querer largar as inutilidades tão significativas.

E deixar-me guiar, acompanhar, fazer presente, sonhar de pés no chão e olhos na luz indecifrável do gesto de quem diz: "És precioso a meus olhos".

1 comentários:

Ricardo disse...

"Ès precioso a meus olhos" tantas e tantas vezes que gostamos de ouvir tais palavras, que por vezes se confundem com o susurrar das nossas orações. Mas também, tão poucas vezes as ouvimos não porque Ele não as diga, mas porque estamos ocupados demais com a nossa vida comezinha e orgulhosa ... repleta de coisas que nos envolvem num abraço "balofo" que nos ilude e sobre as quais mostramos um falso sorriso de realização!

Pois é, poderá até parecer uma frase repetida vezes sem conta mas é realmente o principal, despojar-mo-nos da nossa "vidinha" e como Maria dizer-Lhe simplesmente "Sim" e em silêncio ouvir o seu carinhoso e repleto do maior Amor "És precioso a meus olhos"!!

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates