14 setembro 2006

Ai Nazaré...

A primeira vez que vi o mar tinha três anos. Naquele tempo, em 1980, vir da Idanha (Castelo Branco) para a praia demorava mesmo muito!

Fomos fazer férias na Nazaré. Lembro-me de muito poucas coisas, mas uma nunca me esquecerei. Estava a passear de mão dada com o meu pai junto ao mar, quando chegou um tractor que arrastava um barco. Não sei o que fiz, só me lembro que passados 30 segundos estava ali sozinho sem ver ninguém.

Só me lembro de uma senhora que me pegou ao colo e me levou a um sítio onde estavam uns senhores com um microfone e que davam avisos para as pessoas na praia. Os perdidos e achados, crianças inclusive =)

O meu pai entretanto chegou.

Mas lembro-me tão bem daquela viagem ao colo daquela senhora desconhecida. Soube-me bem, confortou-me. Não lhe consigo ver agora o rosto, só os braços. Não lhe pude agradecer.

Há sempre alguém que nos leva nos braços, rostos desconhecidos, presenças de Deus na nossa vida. Braços que salvam só por abraçar. E confiar-se nesta experiencia.

"Ai Nazaré... deixa-me embalar o mar..."

1 comentários:

m@nelito disse...

nazaré.
a terra que eu escolhi.
a terra que me deixa feliz.
a terra que me angustia!...

um abraço!

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates