31 outubro 2009

Passagens



Estamos continuamente em passagem. De um lugar a outro, de um coração a outro. De tempos passados esquecidos e nostálgicos, a futuros que trazem anseio e medo. O presente é passagem de mundos e sentimentos, com uma velocidade que é difícil digerir.

Talvez o maior sinal do nosso cansaço seja a simples incapacidade de parar em espaços de passagem. Não deixamos que o coração agarre o tempo e a experiência.

Mas quando isso acontece, a passagem torna-se paisagem para habitar e fazer frutificar. Por não nos deixar ficar parados, paramos no movimento e aceitamos a condição de ir mais fundo e mais longe. Podemos ficar perto de nós sempre que a profundidade dos nossos gestos e dos nossos olhares dá alguma unidade às nossas paisagens. Uma cor só nossa, um tempo acima do tempo, ou além do tempo. Onde em tudo somos nós, em tudo fazemos entrega.


5 comentários:

Clara Margaça disse...

Obrigada pelas palavras amigas. :)

É assim, dando continuadade ao projecto que nos foi confiado, a vida, vamos fortificando os alicerces e construindo novas pontes de acesso ao Amor, pois é na prática do Amor que se descobre o Amor.

concha disse...

E quando assim acontece, quase parece que tocamos o céu e tudo à nossa volta se ilumina como se o Sol descesse ali só para nós, para que o nosso olhar sobre o Mundo ganhe uma transparência que apetece ficar num nunca mais acabar.
Um abraço

Nova Civilização disse...

Nossa como é bem verdade tudo que li. Muitas vezes atropelamos a vida e acabamos por nos atropelar. Perdemos a nossa essência, a noção do que fomos e do que somos. É preciso parar para nos reencontrar e seguir adiante mais seguros e certos do que realmente seremos!

Obrigada pela visita no blog,

Gisele.

falconeti disse...

Sou sua seguidora diária e hoje decidi deixar-lhe uma menssagem.
Realmente nós estamos de passagem ,até esta vida é uma simples passagem mas se conseguirmos seguir o caminho com esta vontade , com este pensamento que aqui nos escreve ,sempre a pensar que apesar das mudanças -sejam elas fáceis ou difiçeis-
há sempre algo de bom que nos leva para esse caminho.
Continue com essa vontade de caminhar que nos transmite vontade de caminhar também .
Obrigado por tudo que aqui escreve e qeu dá força a todos os seus seguidores.

António Valério,sj disse...

Bom dia e muito obrigado pelas visitas e pelos comentários. É tão bom conhecer novas pessoas por aqui.
É no nosso profundo que se joga o sentido de tudo o que acontece. Parar é uma exigência que devíamos levar muito a sério. Caminhar não é correr, é contemplar o que acontece e dar-se conta do que estamos a fazer. Por isso sou fá de caminhar a pé, é um outro olhar e um caminho feito por mim. Boa semana! ;)

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates