16 outubro 2009

As pessoas

Hoje perdi algum tempo a ver o que há pela net e encontrei uma série de vídeos que são simplesmente filmagens a pessoas comuns, em várias cidades. Achei mesmo interessante a ideia de realçar o que vemos todos os dias, tantas pessoas em tantas situações. Fica aqui um exemplo e a proposta de fazer uma visita à Vida.






Já me tinha dado conta, quando não faço a asneira de andar a correr pela rua sem olhar à volta, que cada pessoa é uma história. Um tesouro... olhar alguém desconhecido nos olhos dá muito valor a quem olhamos... porque também somos olhados.


4 comentários:

concha disse...

Olá!
Numa cidade grande,há imensas situações para observar, principalmente quando me desloco nos transportes públicos.Já tem acontecido cruzar o meu olhar com o de alguém e sorrirmos, por vezes até trocamos palavras de circuntancia.É espontãneo e fica sempre algo de bom nessa troca, talvez o encontro de duas almas que num momento tocaram um espaço,mesmo se muito afastado,num nivel mais próximo do Criador.
Um abraço

Denise disse...

Olá,
lembrei de um amigo que em sua primeira viagem a Europa sentiu-se desolado. Disse haver vivido a experiência de ser um fantasma, completamente invísivel ao caminhar por cidades como Londres e Paris.Achou tão deprimente que antecipou a volta. Até então não havia percebido o quanto um olhar, ou a falta dele, pode afetar as pessoas.
Adorei a reflexão sobre este tema.
Um grande abraço.

Carl@ Mesquita disse...

Muito particular esta interpretação, sobre o mundo e a vida. O concreto, o olhar de todas as coisas e pessoas... faz pensar em cada história. Cada rosto a sua.

Beijinhos, c/ mts e grds saudds*

Ps: com aquela expressão que me conheces, entre o mimo, aliás mt, e o olhar: "Estou cheia de saudades de caaasa".

Leonor disse...

Ora aí está um dos meus passatempos favoritos ... observar pessoas :)
Construo mil histórias à volta do que vejo. Tenho uma verdadeira Amelie Poulin dentro de mim!
:)

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates