16 janeiro 2007

Viver com os limites


(Desconfio que ainda vou ouvir algumas palavras de: estás a ficar com uma certa idade!)

Há algum tempo que estou a fazer umas sessões de fisioterapia por causa de uns problemas de coluna. Que vão passando, felizmente....

Mas cada vez que lá vou, saio com uma sensação de estar a ficar bem mas, por outro lado, alguma frustração. Porque, de facto, há posições que não consigo fazer bem. Tenho rezado isto, para não dramatizar!

E isto são limites exteriores (um boa imagem para os interiores)... que me incomoda reparar e cair na conta que não sou capaz, e não ter hipótese de os esconder às pessoas que estão na mesma sala que eu... É um exercício de humildade, mas também de solidariedade entre os pacientes. Com o passar do tempo, cria-se uma relação muito engraçada.

Isto para quê? Porque me tenho vindo a consolar por me dar conta de duas coisas... que os meus limites me levam a trabalhar com empenho, e muita, muita paciência, pois este ritmo não depende da minha vontade. Que sentir-me limitado com outros faz-me cair na conta da minha humanidade, que também sofre, mas que nem por isso é capaz de quebrar momentos felizes. No fundo passamos aquela sessão a rir-nos da nossa figura... =)

1 comentários:

woodpecker disse...

e sabe tão bem quando temos essa capacidade de nos rirmos de nós!
vou acentuar aquilo que disseste: Estas mesmo a ficar VELHO! Mas sabes uma coisa: é bom ter velhos como tu à minha volta, com eles aprendo, e aprendo, e aprendo...
Grande abraço deste amigo,
Tiago

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates