18 janeiro 2007

Maravilhas


Ser capaz de um gesto de mudar os olhares e o tamanho do mundo. Não se acrescenta nada ao que se vive, é apenas ir mais fundo na conquista do que já me pertence.

Abandono-me nos passos calmos ao longo do rio, debaixo das luzes da cidade. Envolve-me a noite e o nevoeiro frio. A música acalma, leva aos lugares de sempre, como a fonte de onde nascem as sensações antigas, as que contruíram pessoas e lugares, no tempo em que a novidade foi possível.

Entrei nessa nuvem para recordar e esquecer. De tomar nos braços da alma vidas que me foram passando pelas mãos e ser capaz de as olhar com um sorriso agradecido e cheio de ternura... porque continuam além do espaço e do tempo.

Entrei nessa nuvem para carregar a dor e libertar o sentido. Para dar conta que no meu momento presente sou incomparavelmente pleno de memórias. E ainda mais que isso, realizado em promessas nas quais tenho a maior confiança. Ao ponto de nem ser possível acreditar mais nelas, só resta a maravilha....

3 comentários:

vivercomalma disse...

tem sido uma Graça enorme ler as tuas palavras e trazer-te para a minha oração, passar algumas imagens e textos e ver como tocam aqueles que comigo partilham este caminho. Do outro lado do mundo, levo até ti o meu abraço e um agradecimento profundo pelo teu testemunho.
Luísa (Timor Leste)

Antonio Valerio, sj disse...

Olá Luísa! Também tenho acompanhado o teu Blog, qd tenho a alegria de ver que conseguiste por alguma coisa nova! Também te acompanho na Missão e na entrega. Um abraço deste lado do Mundo, sempre perto! =)

Anónimo disse...

António,

Fiquei sem palavras!

Um grande beijinho em Cristo

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates