12 outubro 2006

Ao contrário


Longa se torna a espera... daquele golpe de asa que faz voltar às coisas antigas, quando tudo era perfeito.

E a vida vai-nos trazendo coisas inesperadas, preparadas por nós sem o sabermos, até que temos entre mãos coisas que desejaríamos não ter.

Se tudo fosse ao contrário, se as memórias belas da Vida não fossem sempre imagens passadas, e tudo o que agora nos perturba não passasse de palavras vazias levadas pelo vento, para longe e para sempre.

Mas colam-se a nós, fazem parte de nós estes momentos vazios, tais como as imagens bonitas. E o vazio não se enche com a nossa Beleza... E se tudo fosse ao contrário...

E se eu pudesse fazer o contrário, de encher o vazio passado com memórias que são promessas, que continuam também o mesmo caminho com o qual estou Vivo. Porque sou tudo aquilo que vivi, mas ainda mais o que vivo e o Desejo de viver mais pleno.

Não é facil olhar mãos vazias, talvez enche-las de lágrimas consoladas de um Desejo que nos vai completando, pouco a pouco, até onde for o limite do impossível... e ir pressentindo já o Possível deste meu Impossível.

3 comentários:

Francisco Freitas disse...

Valério, passei aqui para te deixar um grande abraço e que foste, és e serás uma pessoa muito importante na minha vida...

Um grande abraço e sê feliz :)

Eremita disse...

O caminho vai-se fazendo...olhar para trás é bom,mas sómente recordar o que nos fez felizes.
Tomei a liberdade de anexá-lo na minha "Janela",espero que não se importe.
Abraço fraterno

Anónimo disse...

Blog admirável! Parabéns! Já me falaram de ti até porque tenho uma "costela" da Companhia de Jesus. Bem-hajas! Abraço.

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates