22 novembro 2008

Simplicidade



Estava a começar este post e a dar-me conta de que já devo ter escrito mais vezes sobre este assunto. Acho que há sempre tanto a dizer sobre a simplicidade, porque identifico também grande parte do meu movimento espiritual neste desafio de descomplicar as coisas e ser mais básico na forma de encarar de vida.


É bom saber aquilo que fazemos e ter consciência das opções que tomamos, mas tantas vezes perdemos tantas energias em fazer demasiadas promessas ou a justificar aquilo que achamos que não está bem em nós e que, no fundo, não queremos mudar. A simplicidade tem uma cor clara, diz entre nuvens complexas uma palavra mais verdadeira que as outras.


Sou fascinado pelas coisas simples, não me perco demasiado em decorar espaços que ficam melhor vazios, para que possam entrar as pessoas e as situações sem ficarem perdidas em coisas que não sou eu. Na simplicidade lavamo-nos de imagens que não somos nós, fazemos as coisas bem e motivados com elas porque é bom sermos bons, com brilho no olhar.

6 comentários:

Carla Mesquita disse...

... porque é o nome oficial do meu blog;
... porque nesta cor me identifico;
... porque a felicidade está, sem dúvida, nas coisas mais simples.
... lindo.

xi-abraço amigo;-)

Anónimo disse...

Na verdade, é nos gestos simples, na humildade da doação que as ALMAS se engrandecem. Como nos colocamos nas mãos de Deus? Como confia a minha alma no olhar sereno e amoroso de Deus? Tenho o gesto limpo de olhar o outro como irmão? Senhor, faz-me ser mais na "fragilidade" do Amor "simples"...
Abel

Mithrain disse...

Tanto tempo perdemos a pensar no que podia ter sido, no que podia ter feito... é tão difícil às vezes deixar de olhar para trás mas tem de ser! E de facto, estas são as coisas que nos, humanos, gostamos de complicar...
É tão mais fácil quando simplificamos e olhamos para onde verdadeiramente importa.
Beijo grande de Coimbra,
Mariana

Anónimo disse...

Lembro me mts vezes de ti... e daqueles dois dias de reflexao que me proporcionaste e ao meu grupo numa praia em esposende

Obrigada por me teres mostrado a como e facil dizer as pessoas aquilo que sentimos sem ser precisas grandes palavras...
Obrigada por mostrares que a partilha e a simplicidade bastam para preencher o "nosso pouco de ceu"

Guardo para sempre esta experiencia no meu coraçao e trago a comigo.. todos os dias...

=)

Antonio Valerio, sj disse...

Olá! aaaah, q surpresa! =) ainda ha dias vi fotografias destes encontros, foi mesmo giro e gostei mesmo muito do vosso grupo! Espero q estejas bem! beijinho grande*

Lua d'Alma disse...

Se nos preocuparmos só em "ser" não ficamos presos a imagens que nos possam tentar traduzir... e a simplicidade será vista de forma espontanea!

:)

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates