18 junho 2007

Confio


É um movimento do coração que é capaz de salvar. Sinto-me desejoso do perdão, é engraçado como cada vez mais o entendo como a última palavra.

Ao mesmo tempo, é algo já conseguido, mas sempre em caminho.

Acho que é o grande chamamento da meta, ou quando se olha, do cimo de um monte, o ponto de chegada, depois de vários dias, meses ou anos de caminho.

Sento-me quando os olhos contemplam onde quero ir. Uma espécie de luz ao fundo do túnel, a promessa de um abraço, o acabar por dizer que tudo está bem. A História tem um final feliz, no meio de tudo o que é frágil. Apetece-me gritar a experiência de ser salvo e não sei como fazer entender isso.

Talvez com um coração cheio de paz e bondade, que sorri de tudo. São dias felizes, de agarrar o que falta fazer e entregar com paz... Falta tão pouco, é a certeza desta percepção, de ouvir a última palavra... a que dói e a que entrega: Faça-se a tua vontade...

2 comentários:

silvino disse...

(ena, foto gira! q cara familiar...)

faça-se a tua, e nao a minha.. já é "incomodo" no dia-a-dia .. agora qd encontra eco lá no fundo, dói bastante ..

Fifa disse...

Bonito texto... transmite uma paz enorme!
Familiar Silvino??? não... sou só eu e o Pedro! lol

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates