23 agosto 2006

Flores para a alma


Não sei se sabem, mas aqui em Roma vivo no Collegio del Gesù, que é uma casa onde vivem jesuítas de todo o mundo e que estudam Teologia. Nesta casa viveu e morreu o fundador dos Jesuítas, Santo Inácio de Loyola. Temos tido a sorte de celebrar a Missa todos os dias no quarto onde morreu Inácio, que agora é uma capela. Mas ainda voltarei a falar disto... =)

Na homilia de ontem, o padre que celebrou citou este provérbio oriental: "Se tens dois pães, um dá-lo a um pobre e o outro vende-o, e compra flores para a tua alma".

Outro modo de dizer é que "há mais alegria em dar do que em receber", ou "vende o que tens, dá aos pobres e terás um tesouro no céu".

E todos temos a certeza de que as coisas são mesmo assim... e, no entanto, custa-nos dar as nossas coisas. Deus olha sempre para o que agora somos e temos, mas olha sobretudo para aquilo que podemos vir a ser e a ter... porque é que os nossos olhos se fixam tanto nas nossas mãos fechadas e não se atrevem a levantar-se para aquilo que poderemos ser e ter quando as tivermos vazias?

Porque acredito mesmo que um coração cheio nos leva mais longe que mãos carregadas de coisas para nós, por mais bonitas que sejam.

2 comentários:

luis disse...

Olá Valério.
Aproveito para te mandar um abraço, de Braga.
Vou ficar atento ao teu blogue :)
Boa sorte aí em Roma.

Anónimo disse...

que lindo... agradou-me sempre esta ideia de caminhar com uma mochila pequena, com a alma e os horizontes a transbordar...
bacios,
sandra (Braga,portalegre)

 

Cidade Eterna © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates